Storm vence Vikings e quebra recorde histórico da Fefasp

storm versus vikingsO último domingo foi histórico para o São Paulo Storm. Com uma atuação sem sustos de todas as unidades da equipe, a Tempestade Paulista superou o Vikings Futebol Americano por 104×00 e cravou a maior diferença de placar na história do Paulista da Fefasp, além de ter sido o maior resultado do próprio time. Com as partidas do fim de semana, o Storm se manteve na liderança da divisão Sul da conferência metropolitana, com campanha de 2-0, 133 pontos convertidos e nenhum sofrido.

“Foi uma apresentação sem retoques, conseguimos efetivar em campo tudo aquilo que nos propomos, mas sabemos que é só mais um passo em direção ao nosso objetivo prioritário, que é estar num segundo nível de preparação para os jogos finais, tanto do Paulista quanto do Brasileiro”, revela o treinador principal do Storm, William Zapparoli.

Para chegar ao resultado, o time teve que apostar num ritmo forte desde o início. E, apesar da forte chuva que persistiu durante todo o primeiro tempo, o Storm fez valer sua superioridade, se valendo da força das linhas ofensiva – que abriu caminho para várias corridas dos running backs – e defensiva, que pressionou o ataque dos Vikings em absolutamente todos os downs. Apostando nas conversões de dois pontos, a Tempestade foi para o vestiário ao fim do segundo quarto com um placar de 46×00.

Sem a chuva, o time voltou para a segunda etapa de jogo focado em testar formações e focar nas execuções das jogadas, mas não abriu mão de manter o ritmo que já tinha imprimido na primeira parte do jogo. O resultado se refletiu no campo e no placar, já que o time azul conseguiu buscar mais 58 pontos no placar e fechar a conta em 104×00.

storm vikings 2

O foco do São Paulo Storm vai para a partida contra o Jundiaí Ocelots, que acontecerá no dia 19/04. Uma vitória coloca a equipe em uma posição bastante confortável para conquistar uma das vagas aos playoffs da competição. Até lá o grupo seguirá com a rotina de treinos.

Os pontuadores da partida frente ao Vikings foram, pela sequência em campo: Alan Giamas (XP2 com Monobloco), Lucas Monobloco, Alan Giamas (XP2 com Gardenal),  interceptação de Anderson Forato (XP2 com Giamas), Lucas Monobloco (XP2 com Monobloco), interceptação de Matheus Vinera (XP2 com Gardenal), interceptação de Felipe Gadeilha (XP Gadeilha), Vinicius Tails (XP Gadeilha), Guilherme Jesus(XP2 com Gadeilha), Bruno Gardenal (XP Gadeilha), Bruno Gardenal (XP Gadeilha), Alan Giamas (XP Gadeilha), Luiz Domingues (XP Gadeilha) e Lucas Monobloco (XP2 com Gardenal).

 

 

Storm é campeão paulista de flag feminino

Paulista2015Com uma campanha perfeita, o São Paulo Storm conquistou, no último fim de semana, o título de campeão paulista feminino de Flag 5×5. Com a conquista, a Tempestade Paulista garantiu ainda vaga na fase regional do Circuito Nacional de Flag, que leva até as finais do brasileiro, a ser disputado no fim do ano. No estadual, a equipe anotou 214 pontos e tomou apenas 20 nas cinco partidas disputadas,

Ao todo, o Storm levou 20 atletas para o torneio e todas estiveram em campo pelo menos duas partidas. “Isso demonstra a força da nossa equipe, que busca a cada torneio elevar o nível do elenco como um todo”, revela a quarterback e uma das coordenadoras técnicas da Tempestade, Victoria Guglielmo.

Mesmo que o foco tenha ficado para o coletivo, é possível apontar alguns destaques, tanto no ataque quanto na defesa: a wide receiver Carini, que foi uma das maiores pontuadoras do campeonato ao tirar proveito de sua altura (1m80), e a multitarefa Marina, que atuou como safety, blitzer e linebacker durante o campeonato e cooperou para que a defesa não desse espaço aos adversários.

A campanha do Storm no campeonato começou frente ao Underdogs Football, que acabou superado por 56×00. Na sequência vieram as vitórias frente ao Piracicaba Cane Cutters, por 50×06, e 33×00 para cima do Cronos. Com o placar obtido frente ao São Carlos Bulldogs, donos da casa, de 56×14, a Tempestade ganhou o direito de disputar o título do campeonato frente ao Spartans Football, grande rival da Tempestade.

Com ótimas apresentações da receiver Ligia Blat e da blitzer Isabela Januário, a equipe acabou por superar o time espartano por 19×00, sem dar muitas chances ao adversário.

As atenções do time feminino do São Paulo Storm voltam agora para a preparação do torneio de flag da Fefasp, que começará em maio. O adversário da estreia será o próprio Cronos, uma das equipes superadas no último fim de semana.

Paulista de flag é o próximo desafio do Storm feminino

A equipe feminina do São Paulo Storm inicia amanhã a caminhada em busca do título brasileiro de 2015. E, para isso, a primeira parada obrigatória é o Campeonato Paulista, que além de valer o título de melhor equipe do estado, classifica para as finais do Circuito Nacional. Na disputa estarão seis equipes, que brigarão pelo ponto mais alto do pódio numa disputa onde todos enfrentarão todos. As partidas acontecerão na cidade de São Carlos, interior paulista.

“A equipe está focada para deixar tudo em campo desde a primeira partida”, revela Grasiela Gonzaga, diretora do Storm feminino. A vontade vem justamente do fato do elenco ter como objetivo principal retomar o troféu do nacional, conquistado em 2013, mas que acabou indo para o Fluminense no último ano.

Para tanto, o Storm investiu forte na preparação física e técnica do time, que treina há dois meses para o desafio. E para conquistar o título e a vaga, a Tempestade Paulista aposta na volta de Bruna Bosnic, defensora que esteve afastada durante a temporada 2014. “Ganhamos em força e altura na defesa, o que deve garantir que a unidade tenha um desempenho ainda melhor do que o obtido durante o último ano”, revela Grasiela.

No ataque, o Storm apresentará aquilo que tem de melhor, mas terá que passar por cima da ausência da Wide receiver Micheli Minelli, a Loira, que não disputará o torneio por conta de uma viagem. Além do Storm, disputam o torneio: Underdogs, Spartans Football, Cane Cuttters, Cronos e São Carlos. As partidas acontecerão no próximo fim de semana (28 e 29 de março).

Storm busca nova vitória para embalar no Paulista

Storm Giamas
Foto: Grasiela Gonzaga

No próximo domingo, dia 29, o time adulto masculino do São Paulo Storm entra em campo pela segunda rodada da Supercopa São Paulo de futebol americano, da FEFASP. O adversário será o Ribeirão Pires Vikings e acontecerá na cidade de Itupeva (SP), a partir das 10 horas. Em busca da segunda vitória, a Tempestade Paulista quer embalar no campeonato e consolidar a liderança na Conferência Metropolitana.

“Nosso objetivo é continuar testando jogadas e formações, mantendo o nível de evolução em relação à estréia”, revela o treinador principal do São Paulo Storm, William Zapparoli. Trata-se de um indicativo de a equipe deve se comportar com a mesma agressividade do que foi visto contra o Underdogs, que acabou com uma significativa vitória pelo placar de 29×00.

A novidade da partida fica para o retorno do cornerback Vandiz Silva, um dos atletas mais experientes do elenco. Com passagens pela seleção brasileira, o jogador deve reforçar ainda mais a secundária da Tempestade, que  já conquistou até aqui quatro interceptações no Paulista.

Além de Vandiz, o Storm pretende repetir os bons resultados obtidos pelo jogo terrestre, responsáveis por três touchdowns frente ao Underdogs. O destaque principal deve estar nas mãos do running back, Alan Giamas, responsável por dois dos TDs.

Outro fator que certamente embalará a equipe para cima do Vikings diz respeito à convocação que a Confederação Brasileira de Futebol Americano fez para os treinamentos finais da seleção brasileira, que em julho disputará o Mundial, nos Estados Unidos. São quatro atletas do Storm no grupo: Bruno Gardenal (DT), Luiz Domingues (TE), Mateus Manning (RB), além do linebacker Victor Pitbull.

A partida contra o Vikings acontecerá no estádio Mario Milani, que fica na Av. Prefeito Jose Carlos, 318, Itupeva (SP).

#FALANOVATO: uma seletiva para mudar a vida

falanovatoNo dia 7 de Fevereiro de 2015, um sábado, precisamente a partir das 13 horas, estava para acontecer um evento que iria mudar minha vida…

De fato, o futebol americano foi um esporte que me apaixonou logo de cara. Comecei a acompanhar assiduamente e não parei mais. Depois de um tempo resolvi dar o próximo passo, jogar. Foi então que comecei a realizar testes em vários times, nunca tendo êxito em nenhum.

Foi então que, motivado pelo meu parceiro J.V Alvarez, que me falou sobre como era a família Storm, resolvi fazer esse último combine antes de começar a temporada. De início senti ansiedade, tensão, apreensão e outros sentimentos, mas depois de começar a reparar nos jogadores do time que estavam ajudando, como eles se envolviam, como queriam que cada um de nós entrasse para o time, para a família, tudo ficou mais fácil.

Dei o meu melhor, corri, pulei, incentivei, comemorei por estar presente naquele lugar e naquele momento. Desde então resolvi guardar o meu número do combine, esse aí da foto. Uma lembrança de uns dos dias inesquecíveis da minha vida.

A minha cor favorita é azul, coincidência ou não, a mesma cor do time que me deu oportunidade de praticar esse esporte por qual me apaixono a cada dia. Quero agradecer jogadores e diretoria por me receberem e por me deixarem vivenciar isso. Nem joguei ainda, mas acompanhar a equipe de fora foi como se já estivesse em campo. Estarei preparado assim que precisarem. #25 #gostorm #s1s #bluepride