Porque o Storm venceu e o Soldiers perdeu

No último domingo, o São Paulo Storm encerrou a participação na temporada regular do paulista de futebol americano da Fefasp com uma contundente vitória frente ao Osasco Soldiers, em Votorantim (SP), pelo placar de 70×00. O jogo, que foi encerrado antes do início do último quarto a pedido do adversário, por conta de inúmeras contusões e ejeções, poderia ter atrapalhado o posicionamento da Tempestade na classificação para os playoffs, uma vez que era necessário marcar pontos para garantir que a equipe terminasse a fase com a melhor campanha entre aqueles que atuarão no wildcard. Apesar disso, o posto de melhor campanha foi garantida.

Mesmo com o campo pesado, castigado pela chuva nas horas que antecederam a partida, o Storm entrou forte desde o começo e tratou de abrir frente de quatro touchdowns ainda no primeiro quarto. Com todas as unidades atentas, os pontos foram sendo anotados praticamente em todas as posses de bola. “Positivo foi perceber que esse grupo tem força para brigar pelos primeiros lugares do campeonato e, definitivamente, ainda incomodaremos aqueles que acham que estamos mortos”, ressaltou William Zapparoli, treinador principal da equipe.

Ainda que o Osasco Soldiers tentasse fazer algo, todas as iniciativas eram barradas pela Tempestade, que não deu chance para que o adversário conquistasse mais do que dez jardas na sequência. Dominado e demonstrando cansaço, um a um, foi perdendo atletas para contusões e ejeções por faltas pessoais.

Sabendo da importância de marcar pontos para garantir a melhor campanha entre os segundos colocados das divisões do Paulista, o Storm continuou pressionando e anotando TDs, todos eles tendo tentativas de dois pontos na conversão. “Respeitamos o adversário dando nosso melhor, sem menosprezá-los em nenhum momento”, garantiu o treinador.

Sem atletas suficientes para prosseguir na partida, o Soldiers acabou solicitando à arbitragem a suspensão da partida quando o placar anotava 70×00 para o Storm. Com o resultado a equipe azul terminou a primeira fase do torneio com o melhor ataque e com a defesa menos vazada da competição, o que deu à equipe a posição número 5 nos playoffs, atrás apenas dos quatro líderes de divisão.

Playoffs: Limeira Tomahawk será o adversário no wildcard

Depois da vitória, o São Paulo Storm conheceu o adversário da primeira rodada dos playoffs do campeonato. Trata-se do Limeira Tomahawk, equipe que concluiu a temporada regular com a 12a. campanha entre todos os times que disputaram a temporada regular. A partida, que ainda terá data e local definido pela Fefasp (dona dos mandos de todos os jogos daqui para frente), será a primeira oportunidade em que as equipes se enfrentarão.

“Prevejo um jogo duro, assim como foram todos os nossos adversários até aqui. Vamos entrar com nossa força máxima e focados na partida, já que sem vitória frente ao Limeira, não existirá próximo adversário”, conclui Zapparoli.