Todos os post de Redação Storm

Storm estreia com vitória na SPFL

O São Paulo Storm entrou em campo, ontem, pela primeira rodada da São Paulo Football League (SPFL) para enfrentar um antigo rival – o Corinthians Steamrollers. A partida, que aconteceu no Canindé e reuniu ótimo público, cravou mais um capítulo importante na história de ambos e deixou claro o alto nível que os confrontos do campeonato trarão para a torcida paulista. Com um placar de 28×00, a Tempestade demonstrou superioridade do começo ao fim e deixou claro que pode brigar pelo título. A próxima partida acontecerá no dia 29/05, frente à Ponte Preta Gorilas.

O JOGO: Apesar de boas arrancadas do running back Alan Giamas (#26) por parte do Storm, ainda no primeiro quarto de jogo, a defesa do Corinthians Steamrollers conseguiu frear as campanhas ofensivas em Redzone. Para abrir o placar, a Tempestade Paulista teve que usar dos seus Special Teams para pontuar por meio de dois field goals (chutes), convertidos por Ramon Verdugo (#95), que curiosamente vestiu a camisa do adversário por anos. Enquanto isso, o Rolo Compressor ameaçava ao utilizar a força do seu principal jogador de ataque, o receiver Victor Hugo, que apesar do ímpeto, era bem contido pela defesa azul e branca. Sem grandes alterações, o intervalo se encaminhou em 06 X 00.

No segundo tempo, a Tempestade voltou focada e os ajustes promovidos pela comissão técnica fizeram efeito. A defesa, comandado pelo DC Carlos Zamarron, conseguiu protagonizar o lance que daria a confiança necessária para uma grande vitória: numa até então boa campanha ofensiva do Steamrollers, o quarterback adversário lançou um passe em direção à endzone que foi prontamente interceptado pelo DB Thiago “Chiplay” (e apesar de ter marcado o que seria um touchdown de 106 jardas, teve a pontuação anulada por uma falta de bloqueio). O ataque assumiu as rédeas e em uma bela corrida, o do RB Malcolm Gasque (#3) marcou seu primeiro TD com a camisa do Storm. O wide receiver Luiz Domingues (#9) conseguiu a conversão de dois pontos.

A partir dai o ataque adversário passou a errar e a Tempestade soube aproveitar o momento. Em boa campanha, o Storm conseguiu chegar na linha de uma jarda, e o QB Gustavo Urlacher (#10) entrou na endzone por meio de uma corrida.

Com mais uma boa campanha da defesa azul, que se aproveitou de excelentes jogadas da secundária e linebackers para devolver a bola ao ataque, que fechou a conta com um lindo touchdown de Domingues. O atleta da seleção brasileira recebeu um belo passe, venceu a marcação e acelerou pra endzone para dar números finais ao placar: Storm 28, Steamrollers 0.

O próximo compromisso do Storm na SPFL será no dia 29 de Maio, quando a tempestade enfrenta o Ponte Preta Gorilas pela segunda rodada do campeonato. Caso vença, o Storm garante sua chegada nos playoffs da competição.

Crédito foto: Salão Oval

Storm anuncia reforços para o futebol americano

Após uma renovação quase que completa de seu corpo técnico para o futebol americano adulto, o São Paulo Storm anunciou um pacote de reforços para o ano. Além da volta de jogadores experientes e emblemáticos, a Tempestade tratou de buscar nomes de talento e visão futura em várias equipes do estado de SP, graças a um trabalho de observação promovido pela nova Comissão Técnica dentro de um projeto que mira a evolução máxima.

Manning e Vandiz voltam para vencer
Entre os que já defenderam os raios, um dos maiores atletas da história do São Paulo Storm está de volta: Mateus “Manning” Bessa, o eterno #20 da Tempestade, volta a vestir azul após dois anos de hiato. “Ter a chance de trabalhar com um atleta do nível do Manning, com tantas convocações pela Seleção Brasileira e realizações no esporte é uma sensação incrível”, afirmou o assistente ofensivo Luiz Fernando Albuquerque.

O DB Vandiz Silva, também com passagens pela Seleção Brasileira, também está de volta. Com ele, a equipe trouxe à unidade defensiva o DT Daniel “Predador” e os DEs Victor Paixão e Denis Alves. Segundo o assistente da defesa Willian Siqueira, “são atletas que unem experiência e um potencial que torna a defesa do Storm ainda mais interessante”.

Outra excelente notícia é a permanência do FS Anderson Forato no elenco da equipe. Um dos líderes do Storm, o Defensive Back atuou em altíssimo nível nos últimos anos.

Para reforçar o setor ofensivo do Storm, o QB Cauan Silva, os WRs Diego Rafael e Luís Alves e o OL Michael “Montanha” Rodrigues voltam a integrar o roster da equipe principal. “São jogadores que se destacaram nos últimos anos, e estamos trazendo de volta graças ao comprometimento da diretoria em oferecer um projeto que, sem sombra de dúvida, vai consolidar o Storm entre os mais fortes do País”, afirmou o Coordenador Ofensivo Ale Sagaz.

Para tanto, o técnico poderá contar com seu capitão, o Center Caio Torres, que atuará novamente pelo Storm em 2016, trazendo liderança para um ataque que promete surpresas.

Marcelão encabeça lista de reforços

Após uma temporada atuando pelo Lusa Lions, o LG Marcelão Estevam está de volta ao lado azul da força. Reconhecido como um exemplo de atleta dentro e fora de campo, o OL chega da equipe verde e vermelha juntamente com o LB Thiago Patto, defensor com muito potencial e experiência também como Defensive End, e o WR Wagner Ribeiro, com passagem também pelo Spartans.

Além de Patto, o corpo de Linebackers do Storm ganha mais um reforço com a chegada de Gregory Otoni, ex-atleta do Cronos Football, de São Paulo, que chega para agregar mais potencial a um grupo que já conta com Victor Garcia, o “Pitbull”, atleta que já representou a Tempestade fora do país pela IFAF e em convocações para a seleção brasileira.

Na secundária, o destaque fica para a chegada dos CBs Guilherme Fiore, ex-Jundiaí Ocelots, e campeão da Taça 9 de Julho em 2014 e Leonardo Marques, ex-Palmeiras Locomotives. “Tudo isso é fruto de um planejamento traçado desde o segundo semestre de 2015 e que teve seu início assim que encerramos nossa participação na Superliga Centro-Sul. Estamos confiantes e temos certeza de que mantendo esse curso chegaremos aos nossos objetivos.”, explicou o presidente Helton Generoso.

“E não pretendemos parar” – afirma o vice-presidente Jefferson Barbosa. “Vamos continuar reforçando nossa equipe com atletas e jogadores nos quais vemos o perfil que buscamos para o São Paulo Storm.” – concluiu.

Storm contrata head coach americano e reforça elenco

O São Paulo Storm abriu a temporada 2016 com uma nova diretoria, e o grupo acelerou forte. Com o intuito de expandir o desenvolvimento técnico e tático das equipes masculina de futebol americano e feminina de flag, a fim de manter o protagonismo entre os melhores times do Brasil, a Tempestade Paulista anunciou hoje a contratação de dois treinadores estrangeiros e um quarterback. Como head coach, foi anunciado o americano Richard Bachand; o novo coordenador defensivo é o mexicano Carlos Zamarrón – que também tem experiência com o flag feminino; já o novo comandante de campo do ataque é Tanner Bachand. Junto a eles, a equipe anunciou a permanência do coordenador ofensivo Ale Sagaz, além da aquisição de Luiz Albuquerque como novo treinador-assistente de running backs. Ao todo, a comissão técnica da equipe adulta para o ano contará com seis técnicos.

“O futebol americano no Brasil sempre contou com a ajuda estrangeira para evoluir, e sentimos que era hora de buscar a experiência de mercados com mais tradição no FA para proporcionar aos nossos jogadores uma vivência ainda mais alinhada com os grandes centros”, explica o presidente Helton Generoso. Essa é a terceira vez que a equipe contará com mentes americanas na equipe: nas temporadas de 2010-2011 e 2014 o Storm já contará com estrangeiros.

Confira o perfil dos contratados:

Richard Bachand
Técnico desde 1983 – sendo 13 anos em High School, com 5 títulos estaduais – coach Bachand tem 46 anos. Com a New Britain HS foram 3 títulos estaduais em 4 anos, recorde 43-2. Treinou vários jogadores que estão na NFL hoje, entre eles Byron Jones (Cowboys), David Reed (Ravens) e Jordan Reed (Redskins). Foi técnico do Brass City Brawlers, que atua na NEFL (New England Football League), uma das maiores ligas de FA Semi Profissional dos EUA. Na equipe foram campeões nacionais de FA Semi Profissional (AA 2015 National Championship, disputado na Flórida). Tem experiência com futebol americano feminino, foi um dos técnicos do Connecticut Crush.

IMG_1082Tanner Bachand
Quarterback de 24 anos, 1m80 e 90 Kg, o atleta atuou pela UMass Dartmouth e pela Fitchburg State University, onde coleciona atuações de destaque. Nos últimos dois anos atua como atleta semi profissional pelo Brawlers, onde conquistou o título nacional em 2015.

Carlos Zamarrón
Carlos é mexicano e tem experiência de nove anos no futebol americano, tendo atuado como atleta (defensive back e linebacker), coordenador defensivo e técnico principal. Carlos também teve a chance de atuar como técnico de flag feminino no país de origem.

As novidades não param por aí e a diretoria do Storm promete ainda mais reforços para a temporada. “É esperar e ver, estaremos ainda mais fortes e focados”, conclui Generoso.

Lucas Salomé: presidente conclui mandato com sucesso em todos os campos

A virada para 2016 trouxe para muitos um sentimento de mudança e com o São Paulo Storm não seria diferente. Próxima a completar dez anos de vida, a equipe concluiu mais um processo eletivo de diretoria e empossou seu quinto presidente, Helton Generoso, que assume com o desafio de dar continuidade ao trabalho que vinha tendo o comando de Lucas Salomé nos últimos dois anos.

São muitas as conquistas do time de diretores que tinha Monobloco, como é conhecido, a frente. Tanto no campo político, administrativo quanto esportivo, a Tempestade experimentou iniciativas em todas as frentes. Para saber um pouco mais do legado que se deixa para o time, entrevistamos Salomé.

Depois de dois anos à frente do Storm, qual a maior conquista da diretoria?
LS: Tivemos tantas conquistas internas e externas que tenho dificuldade de apontar uma. Posso dizer que no âmbito administrativo, a regularização jurídica da Associação e quitação de todos os débitos. No âmbito esportivo, a implementação do Trainning Camp e criação da equipe de desenvolvimento. No âmbito político, nossa entrada na FEFASP e nossa participação na unificação do Futebol Americano do Estado de São Paulo que vinha dividido desde 2011. E é claro, todos os títulos conquistados durante a gestão.

Dificuldades fazem parte da gestão de um time que pratica um esporte que ainda engatinha no Brasil. Qual foi o maior desafio enfrentado?
LS: Os dilemas mais recorrentes todos conhecem (estrutura e recursos), mas o maior desafio é manter a firmeza de propósito quando as dificuldades exponenciavam e acumulavam, manter a auto motivação em face dos problemas e motivar todos ao redor. Minha sorte, particularmente, era que eu possuía um corpo de diretores muito bom e eficiente. Motivávamos uns aos outros e nos momentos mais difíceis, sempre estávamos unidos. Tenho muito orgulho de todos.

12047009_968298906549641_3225973821517874642_n3- Uma das realizações deste grupo foi a criação do projeto de desenvolvimento de novos atletas. Esse é o futuro do esporte para manter o crescimento do nível atlético e técnico das equipes?
LS: Afirmo que sim. Além de desenvolver futuro talentos, agrega um maior numero de pessoas ao esporte, aumentando a inclusão e consequentemente o desenvolvimento do Futebol Americano no país. (Atualmente, a equipe de desenvolvimento possui cerca de 110 atletas e disputa o Taça 9 de Julho)

O que esperar do futuro do Storm?
LS: Excelência. O futuro será grandioso. Nossas conquistas serão ainda maiores as quais conseguimos ate aqui. Criamos na nossa gestão a base necessária para que a Associação e suas equipes atingiam seu máximo potencial nos próximos anos. Nosso segredo é o nosso respeito e compromisso como os princípios que regem o São Paulo Storm, a evolução constante e desenvolvimento do ser humano, pois aqui buscamos não só desenvolver grandes atletas, mas também melhores pessoas.

Qual o seu futuro?
Agora descansar e logo voltar ao lado dos meus irmãos e irmãs.
Salomé titulo Storm paulista

Storm leva o título da etapa Playoffs do Circuito Nacional de Flag

Depois de dois dias intensos de flag debaixo de um sol insistentemente forte, o time feminino do São Paulo Storm conquistou o título da etapa regional do Circuito Feminino de Flag, ao derrotar cinco das melhores equipes do País. O torneio, que aconteceu em Saquarema no último fim de semana, reuniu também Cronos Football e Spartans Football (SP), Fluminense Guerreiras e Vasco (RJ), além do Panteras (ES). Com o resultado, a equipe azul conquistou uma das vagas para a Superfinal da competição, que acontecerá no fim de outubro.

O torneio foi disputado em duas fases: uma de grupos, com três equipes cada, e um cruzamento final eliminatório, com os melhores times. O primeiro desafio foi contra o Cronos, onde o Storm acabou levando a melhor por 21×06, depois de um início titubeante. Destaque para a estreia da atleta Juliana Maras, que até a temporada passada fazia parte da equipe do Fluminense.

No segundo confronto do dia, a Tempestade precisou usar a calma e a tranquilidade para não cair no jogo mental que a equipe do Vasco tentava fazer. Com boas atuações, sobretudo das atletas da defesa, a segunda vitória veio pelo placar de 26×00. Uma terceira vitória, sobre o rival estadual, Spartans, por 20×06, decidiu a vaga para a final.

Com menos de 12 horas para descansar, a Tempestade entrou em campo para enfrentar as Guerreiras do Fluminense. Em uma partida cheia de viradas e alternando quem tinha a vantagem no placar, o final só podia ser eletrizante, decidido no erro de conversão de um ponto extra por parte das cariocas, selando o placar de 20×19 a favor do Storm.

A Tempestade aguardará agora a definição da etapa regional Centro-Oeste/Norte, que acontecerá nos dias 5 e 6 de setembro (em Campo Grande/MT), para saber quais serão todos os adversários na Superfinal do Circuito Nacional, que acontecerá entre os dias 31/10 e 2/11, em local a ser definido.

Classificação final
Storm (4-0)
Flu (3-1)
Spartans (2-2)
Cronos (1-3)
Vasco (1-2)
Panteras (0-3)